Ahh cansei...

Eu??!! Perco coisas toda hora, tenho medo de perder a memória, por isso escrevo tudo o que se passa na minha vida, coisas boas e as nem tanto, caso eu não precise, pelo menos vou rir na velhice... Já cogitei mudar de cidade por causa de paixão, já fiz plásticas, e já tive o coração partido uma dúzia de vezes. Parte é isso, mas ando tão cansada...

Thursday, August 28, 2008

Finalmente o Divórcio!!!

De repente você está lá, cega (o) de paixão, acreditando que nasceram um para outro, que conhece tudo a respeito dele (a), até mesmo o suspiro cansado que ele (a) dá, quando se deita ao seu lado, e ambos não tem mais o que dizer antes de dormir.
Mas, os pensamentos começam a evoluir, cada qual no seu ritmo. Um quer dormir, o outro quer andar de bicicleta. Um quer filho, outro quer cachorro. Seria uma crise da vida adulta? Um desajuste conjugal? A não satisfação pessoal começa a mudar os pensamentos, faz com que a conversa não tenha mais importância. Aliás a conversa têm importância, mais somente aos olhos do outro, afinal, qualquer outra pessoa têm assuntos melhores, piadas mais legais, sorrisos encantadores.
A partir daí é uma verdadeira tortura. Você até tenta parecer inconsciente aos problemas que estão visíveis, mas com o passar do tempo, vê que não se trata de insconsciência e sim fraqueza. Admitir que não tem mais jeito, seria o mesmo, exageradamente falando, que perder uma perna? Um braço? Feche os olhos e tente imaginar. É humanamente impossível desfazer-se destes membros, que, por mais que se faça força para esquecê-los, eles estarão lá, firmes, ligados e pulsantes.
Isto é um desajuste conjugal. O primeiro pensamento que se têm é, não vou sobreviver. Não sou nada. Como pude passar tanto tempo com esse "membro" ligado a mim e não aproveitei cada segundo? Ou, como pude ter dado tantos segundos do meu precioso tempo para esse conto?
O que se segue, todos conhecem: intolerância, sensação de vazio, ilusões, reações, incertezas, algumas tristezas, muitas oscilações. Todos esses sentimentos poderiam já existir antes do relacionamento, mas se exarcebam durante a vivência a dois, é inevitável.
Eu passei por tudo isso, mas, ahh como eu adoro um mas...
Tinha um certo cantor que dizia assim em uma das suas letras:
"Mas se você achar
Que eu tô derrotado
Saiba que ainda estão rolando os dados
Porque o tempo, o tempo não pára
Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão..."
E é com muito orgulho que digo, sobrevivi. De todos os sentimentos pela qual passei, após todos estes desajustes, o único que permanecerá chama-se AMADURECIMENTO.

Labels: ,

3 Comments:

Blogger Re said...

Puxa Dani,
Já passei por muitas destas fases no meu casamento... Mas ainda continuo insistindo e acreditando. Sei lá... uma romântica incurável... Mas sem dúvida o divórcio é o recomeço para a vida que vc quer. A que vc idealizar poderá ter. É a liberdade de escolher de novo, acertar de novo, amar de novo...
Feliz será esta nova fase....
beijos
Re

12:27 PM  
Blogger Leonardo said...

Dani,

Realmente separacao nao e facil. Mas essa viagem tem sido otima para mim. Estu tendo varios insights...

Ficar casado quase sempre e a melhor opcao. Mas algumas vezes e melhor separar-se pelos motivos certos do que manter-se casado pelos motivos errados.

Beijos!

9:14 PM  
Blogger Dani said...

Rê, Leo...

Se eu dissesse que escolhi essa etapa para minha vida, mentiria com certeza. Sofri dolorosamente, e em algum momento eu ouvi, que o tempo daria todas as respostas. E deu. Não sei se gostei, mas acatei.

Odeio situações forçadas, mas tenho certeza que valerá a pena quando começar tudo de novo. Também sou uma romântica incorrigível, e mesmo após todos estes entraves (ou aprendizados)eu continuo acreditando nas pessoas, amando, sofrendo, idealizando, sonhando...

Bjus

10:55 AM  

Post a Comment

<< Home